G&B #17 - Início ao poder

Sétimo episódio da segunda temporada da série G&B.
Curioso para saber o que vai haver? Abra o post.





JC joga seu passado no fogo e passa na casa de Eddie para conversar com Bullseye e tentar convencê-lo de uma vez por todas para derrotar os Ballas. Chegando lá, encontram Bullseye quase morrendo, após ser alvo de alguns Ballas que invadiram sua casa. Ele conta que o resto de sua gangue o abandonou. Eddie chama uma ambulância para ele e Bullseye gosta de JC. Temendo a morte, chama JC para continuar seu legado e cuidar da gangue quando a ambulância chega.

Confira o episódio:






Eddie: Cara, que loucura. Me explique melhor sobre sua casa ter pego fogo.
JC: Nem sei. Acho que deixei o fogão ligado sem querer ou algo assim.
Eddie: Mas ontem cê disse que botaram fogo na tua casa. Como cê tinha tanta certeza e agora mudou assim?
JC: É... eu tava nervoso, eu não sabia. falei sem querer. Os bombeiros não sabiam.


JC: E então... o que posso fazer como chefe?
Eddie: Aceitar a parceria dos Hound Dogs?
JC: Sei não, eu falei que ia falar com o chefe da nossa gangue e de repente eu volto lá como chefe?
Eddie: Acho que o cara nem vai ligar, só explicar a história.
JC: Pode ser então.




JC: Eddie, sabe por que eu gosto desse local?
Eddie: Por quê?
JC: Por que tem uma placa em homenagem para você ali atrás.



Eddie: Haha, bem engraçado, JC.




JC: Sim, eu aceito a parceria.




JC: Eu sou o chefe e digo sim.
Chefe da gangue: HAHAHA, como assim você é o chefe?
JC: O chefe da nossa gangue saiu e nos deixou no lugar.
Chefe de gangue: Que seja. Agora você e toda sua gangue faz parte dos Hound Dogs, nossa cor é verde. Vamos acabar com os Ballas!



Só posto mesmo. Desisti da carreira de modder. Amante de punk, filmes e ciência. Não sei o que eu quero, mas sei como conseguir. Eu quero destruir transeuntes.

Veja também

Próximo
« Anterior
Anterior
Próximo »
Nota: Envie sugestões de postagens neste link. Caso problemas, use a Lista de Crash.


Foi removido os comentários pelo sistema do blogger. Por favor, use o Disqus.


Nenhum comentário: