Quantum Break Mod v1.1

Atualizado
  • Corrigido bug de escorregar;
  • Adicionado roubar armas enquanto o tempo esta lento;
  • Adicionado o tempo ficando lento e normal suavemente;
  • Adicionado força extra ao player quando esta com o tempo lento;
  • Adicionado a textura aparecendo e desaparecendo suavemente;
  • Adicionado se quer ou não a textura na tela;
  • Adicionado a edição da distancia do time dodge;
  • Adicionado a escolha do idioma do mod;
  • Adicionado a escolha de ser quer que o jogador seja ignorado ou não enquanto esta com o tempo esta lento;

Outro mod divertido do AguiaX2 baseado num incrível jogo: Quantum Break.

Assista este vídeo super legal, principalmente a partir de 2:08
Para ter este efeito aos 2:08 você precisa usar a versão 2010 do Mod Bullet Trace.
 
Vídeo da v1.1:

 
Como o vídeo mostra, o mod consiste em deixar o jogo em câmera super lenta (quase parada) enquanto você continua podendo se movimentar.
gta sa mod cleo quantum break slow motion
Isso te possibilita de se desviar de balas, ou até mesmo ultrapassar elas.
gta sa mod cleo quantum break slow motion
Há também o "Time Dodge" que te teletransporta para frente e você pode até mesmo desarmar alguém (policial, gangue etc).

vídeo da versão v1.0

É praticamente indispensável você baixar e usar o mod Bullet do Ryosuke devido a originalmente o jogo ter tiros que acertam instantaneamente criando um traço parado no meio do caminho, mas usando o mod Bullet você poderá ver as balas se movimentando, desviar, correr delas etc! Se não usar, será meio sem graça.
Os tiros da versão 2009 do Bullet são rápidos demais, mas na 2010 vem um pouco mais lentos.

Não compatível com Delta Time Fix (não fica slow motion)

‎Autor: AguiaX2


Um autodidata polímata. Amante de computação, música, desenvolvimentos e ciências em geral. Ibitinga - SP

Veja também

Próximo
« Próximo
Anterior
Anterior »
Nota: Envie sugestões de postagens neste link. Caso problemas, use a Lista de Crash.


Foi removido os comentários pelo sistema do blogger. Por favor, use o Disqus.


Nenhum comentário: